Oldney Lopes

Pensamentos esculpidos em contos, crônicas, mensagens e poemas

Textos


REPLANTIO

Quando alguém pisa sobre as flores que tu plantas
E tu pranteias pelo teu jardim desfeito
Mostras que tens sabedoria, e te agigantas
Porque teu choro é oração, clamor e pleito.

Não te envergonhes, por chorares deste jeito
E nem transformes nunca o pranto teu em iras
Porque se choras é por sentires no peito
A dor sentida pelas plantas que tu miras.

Sábio é o homem que perdoa e persevera
Que torna inverno e solo seco em primavera
E deixa as lágrimas rolarem livremente.

Não desanimes, pois teu choro é lenimento
E cada pingo do teu pranto é novo alento
Que orvalha o solo até brotar nova semente!
Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 16/12/2007
Alterado em 19/12/2007

Música: Luzes da Ribalta - Charles Chaplin

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras