Oldney Lopes

Pensamentos esculpidos em contos, crônicas, mensagens e poemas

Textos


MAR E PROMONTÓRIO


Sou como pedra imensa a estorricar
Ao sol da tentação da beira-amar
Inerte à ostentação das vastas águas
Imóvel, contentor de ânsias e máguas

Tu és imensidão ao meu olhar
És amplidão de águas, és o mar
Quando atrevida e meiga tu te inclinas
Envolvendo-me em marolas peregrinas

És mar revolto, e sedenta entornas
As vagas da volúpia e da ternura
Aos pés de um ressequido território

Tu vens, como o oceano, em ondas mornas
Osculando o vigor da rocha dura,
Lambendo com malícia o promontório.

Oldney Lopes©

Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 01/05/2007
Alterado em 11/05/2010

Música: Megan's Dream - Suzanne Ciane

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras