Oldney Lopes

Pensamentos esculpidos em contos, crônicas, mensagens e poemas

Textos


INSÔNIA
 
Naquele sonho lúgubre eu a via
Rindo e bebendo em deleitosa mesa
Via um casal em sua companhia
E a malícia em sua natureza
 
Os três, então, em clima inebriante,
Procuram, ébrios, um lascivo quarto,
E em tríade entregam-se os amantes
Numa luxúria rica, em gozo farto.
 
Naquele sonho lúgubre eu a via
E nada errado, enfim, existiria
Não fosse a descoberta inesperada
 
De não ter sido sonho, e sim insídia,
E ser a dona dessa atroz perfídia
A minha musa, a minha doce amada!
 
Oldney Lopes©

Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 02/09/2011

Música: Ballade Pour Elle - Borislav Mitic

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras