Oldney Lopes

Pensamentos esculpidos em contos, crônicas, mensagens e poemas

Textos


LUZ

Assim como os raios de estrelas distantes
Cortam, flamejantes, o espaço infinito
Com brilho inaudito e luzes translumbrantes
Diamantes astrais do fulgor mais bonito

Assim como vibram em luz e calor
Com todo fulgor sideral vêm cair
Com belo luzir afinal vêm se pôr
Qual gotas de amor nosso mundo invadir.

Assim nós os homens, do tempo andrajosos,
Sejamos zelosos da luz que nós temos
Brilhemos, amemos, vivamos ditosos!

Por onde passarmos deixemos brilhar
Saibamos doar o calor que trazemos
Supremos sejamos na arte de amar!

Oldney Lopes©
Brumadinho, 12 de setembro de 2014.
Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 12/09/2014

Música: Serenade - Schubert

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras