Oldney Lopes

Pensamentos esculpidos em contos, crônicas, mensagens e poemas

Textos


A TERCEIRA LUA

A primeira lua, astro celeste, brilha
Prateando a vastidão dos horizontes
E o fulgor de cada raio é maravilha
Que cintila nas planícies e nos montes

A segunda lua jaz, adormecida
Nas inertes águas da minha memória
Pranteando as cinzas da aurora da vida
Que ficaram presas numa infância inglória

A terceira lua escorre nas torrentes
De incertezas e de dúvidas prementes
É reflexo de uma alma que erra a esmo

É de um misto de esperanças e de medos
Que a terceira lua faz-se em mil segredos
A terceira lua é o sonho, sou eu mesmo!
Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 09/05/2007
Alterado em 05/06/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras