Oldney Lopes

Pensamentos esculpidos em contos, crônicas, mensagens e poemas

Textos


TRAUMADIAMAR

Quero querer, meu Deus, quero querer!
E quero crer que querendo terei
Eu serei rei e deus se assim viver
Se assim sorver dos frutos que ansiei!

Já vi o filme, este filme que vivi!
Já li tal livro – fui eu quem o escreveu!
E quem o leu já sabe que morreu,
Que pereceu ao final que não previ!

Quem já sofreu dos meus versos macabros
Sabe que acabo e que se acaba em sobras
Desdobra-se em migalhas, sem viver!

Então me anulo, resisto e busco a calma
Com alma em luto eu afugento o trauma
Da perversão de fazer alguém sofrer!


Oldney Lopes©

Imagem ilustrativa
artista:  Maria Helena Ribeiro Garrefa
Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 06/04/2014
Alterado em 06/04/2014

Música: LE LAC DE COME - Do Din Phuong

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras