Oldney Lopes

Pensamentos esculpidos em contos, crônicas, mensagens e poemas

Textos


ESTRELA DISTANTE
 
(QUANDO)
 
Quando anseio por tê-la ao meu lado
Ganho de presente a sua falta
E vou seguindo saudoso e calado
Estima em baixa e a tristeza em alta.
 
Quando está longe a sinto a cada instante
Presente com tamanha intensidade
Que em sua ausência, apesar de distante,
É como tê-la pela eternidade.
 
Quando surgem momentos de nos vermos,
De abraços, de carícias, de nos termos,
Ela some. O vazio é meu presente.
 
Quando enfim a encontro e quero tê-la
Eu sinto-a como a mais distante estrela:
Estando juntos,  ela está ausente.
 
Oldney Lopes©

Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 15/09/2011
Alterado em 15/09/2011

Música: Sonata Clair de Lune - Beethoven

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras