Oldney Lopes

Pensamentos esculpidos em contos, crônicas, mensagens e poemas

Textos


TRAGO-TE



Trago-te o vinho – néctar de Baco
E todo o meu amor para ofertar-te
Mas se meu coração mostrar-se fraco,
Toma a garrafa e toma até que farte
 
Trago teu gosto, sorvo teu sabor
Com mil tragos devoro teu orvalho
Trago teu corpo de exultante olor
Por onde o vinho derramado espalho
 
Mas quando este prazer explode em jaça,
Devoras do gargalo, como louca,
Sinto que o vinho esvai-se em aguaça.
 
A derradeira gota esgota a taça,
E escorre pelo canto da tua boca,
Sedenta, insaciável e devassa!

 

Oldney Lopes©


Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 19/09/2009
Alterado em 20/09/2009

Música: Angelic - Secret Service

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras