Oldney Lopes

Pensamentos esculpidos em contos, crônicas, mensagens e poemas

Textos


EMPINANDO SONHOS


               
               Uma tesoura cega
               Corta a seda do papel
               Depois a taquara, o grude,
               A linha e o sonho no céu
 
Sonho de cores e rimas
Sonho que a vida anima
 
                              Ia empinando sonhos
                              Correndo ladeira abaixo
                              E mil papagaios risonhos
                              Voando horizonte acima
 
E juntando tantos sonhos
Colori meu mundaréu:
 
                                             Com cores de sonhador     
                                             Fiz da imensidão do céu
                                             Um enorme quarador
                                             De seda, sonho e papel.

 
 
Oldney Lopes©

Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 14/09/2009
Alterado em 14/09/2009

Música: Prelude du Choral d'Orgue - Bach

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras