Oldney Lopes

Pensamentos esculpidos em contos, crônicas, mensagens e poemas

Textos


TEMPONAU
 
 
 
Tempo gasta tudo que se vive
Tudo que se vive gasta tempo
A vida inteira acontece hoje
Amanhã - tarde demais para viver
O depois relega-se ao talvez
E se nada for agora
O futuro não será.
O que nada foi
Nesse momento
Exato
Mumificou no passado
Sepultado para a eternidade.
O tempo só existe pelo agora:
Sem agora nada se semeia
E sem semeadura não se colhe
E sem colheita nada se escolhe
E sem escolha não há caminho a ser seguido
Senão um único, feio e torto
Que é o caminho do nada
Da nau sem mar e sem porto
Vagando à deriva pelo tempo morto...
 
 
Oldney Lopes©
 
Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 28/06/2009

Música: Metallic Rain - Vangelis

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras